capa livro_maivilis (2)

A delicadeza da arte em sua plenitude Maivilis Amaro lança livro inédito em que mistura aquarelas com poesia e apresenta personagem criada quando autora era criança Nesta sexta-feira (28/08), às 16h, a escritora e pintora Maivilis Amaro lança o livro Imagens de Inocência (Amaro Amaro Edições) durante a I Bienal do Livro de Curitiba, realizada na ExpoUnimed. Maivilis apresenta uma obra delicada, fruto de um trabalho autoral, que mescla o refinamento das aquarelas com a sensibilidade das poesias. A personagem principal é a menina Linda, concebida pela autora ainda em sua infância. “Comecei a desenhar aos seis anos de idade e nessa época criar já era a minha atmosfera. Linda encanta as cenas que desenho e pinto ora com feições de boneca, ora com traços de menina. Posso dizer que crescemos juntas a cada imagem concebida”, explica Maivilis. Autodidata, cursou o atelier de Alfredo Andersen, onde teve aulas com o artista Andrade Lima, aos 14 anos, quando deixou o interior do Estado e veio para Curitiba em busca de conhecimento artístico. A pintora se descobriu escritora em 2000, ao perceber que, a cada rabisco, já tinha pronto o conteúdo literário. A partir daí, foi unindo os desenhos aos versos e o livro – primeiro de sua carreira, viabilizado pela casa de edições criada pela própria autora em conjunto com sua irmã para canalizar a sua produção artística – começou a ganhar forma. A veia literária, simples e emocionante, chama a atenção do leitor, que encontra nas 240 páginas do livro textos bilíngües, em português e inglês. “A proposta da personagem é transmitir conceitos de inocência, de valorização da nova consciência e atitudes voltadas à preservação da vida. É uma menina que fala com a criança que existe em cada adulto e se comunica com todas as idades”, resume a autora, que afirma ter chegado ao resultado imaginado. “Posso dizer que é o livro que sempre sonhei encontrar desde criança”. Imagens de Inocência tem tiragem inicial de 1,5 mil exemplares e está dividido em quatro capítulos, batizados de “Amor”, “Amizade”, “Reflexão” e “Memória”, contendo ao todo 100 poemas e 100 aquarelas. A obra integra um projeto de licenciamento conduzido pela empresa Recriar, que terá como primeira peça as reproduções dos desenhos da personagem Linda através das reprografias certificadas, também à mostra na Bienal. A Recriar tem em sua carteira de licenciados nomes como Candido Portinari, Érico da Silva e Maurício de Sousa. Imagens de Inocência estará à venda na Bienal a um preço especial de lançamento por R$ 98. Informações: http://www.recriararte.com.br

convitebienal




Anúncios